Brasil propõe à ONU criação de regras para a Internet

By | 24 de dezembro de 2010

O que falta para o Brasil ficar parecendo ainda mais antiquado e retrógrado aos olhos dos demais países no mundo? Que tal encabeçar um comitê que propõe a regulamentação da internet? É exatamente isso que os nossos representantes na Organizaçao das Nações Unidas planejam fazer. Em uma reunião que aconteceu na última quarta-feira (14) na cidade de Nova Iorque, o Brasil liderou um grupo de países à favor da criação de regras para gerir a Internet.

A sugestão de estabelecer certos padrões para a rede surgiu depois que o WikiLeaks começou a ganhar força e atenção na rede ao vazar informações confidenciais. A ideia seria criar uma entidade internacional formada por membros de diversos governos e que ‘policiaria’ a rede mundial de computadores. Apesar da ênfase dada pelos representantos brasileiros de que eles não pretendem que a entidade “assuma” a internet, a proposta tornaria ainda mais difícil que sites como o criado por Julian Assange consigam a atenção que merecem, já que eles seriam vetados pelos governos que possam sair prejudicados.

Soa assustador o bastante? Não para os representantes da Índia, África do Sul, China e Arábia Saudita, que concordaram com a proposta brasileira. Já os representantes da Austrália, dos EUA, do Reino Unido e do Canadá não ficaram muito satisfeitos com a criação de outra entidade por causa do potencial que ela tem para se isolar da indústria, da comunidade e dos usuários da internet.

Felizmente as discussões ainda estão no começo e as ideias podem ser modificadas de acordo com as reações do público.

Com informações: CrunchGear, ITNews.

Fonte: tecnoblog

Opinião: Fica difícil o Lula apoiar Assange e depois querer regulamentar a internet, censurar, bloquear conteúdo que prejudique o Governo! A liberdade de impressa, democracia onde fica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *